Humor: O que precisa ser “tombado” no Juazeiro do Norte

Antes de mais nada, quero dizer que essa é uma matéria de cunho humorístico e não reflete minha opinião sobre quaisquer temas abordados aqui.

Juazeiro do Norte, localizado à 514 km de Fortaleza, no estado do Ceará, é uma cidade religiosa, que vive do turismo religioso envolvendo a figura do Padre Cícero (24 de março de 1844 à 20 de julho de 1934). Mas Juazeiro do Norte é também uma cidade histórica. Ela está no centro de muitas histórias envolvendo não só o Padre Cícero, mas também Lampião e o cangaço.

Leia mais opinião no blog

É por isso que sou  a favor de se fazer vários tombamentos na cidade, para que os mesmos possam virar atrações turísticas.

Tombamento do cheirinho do esgoto a céu aberto

Esse seria um dos principais tombamentos da cidade. Ir a Juazeiro do Norte e não sentir aquele cheirinho dos esgotos, seja qual for o bairro da cidade, é perder a viagem. Aquele aroma penetra até na alma e enche o coração de nostalgia. Se você foi nascido e criado “no Juazeiro” sabe do que estou falando.

Esse esgoto é assim, e diga-se de passagem, não é só em Juazeiro do Norte, mas em grande parte dos municípios nordestinos, há décadas.

Então, esse é o primeiro tombamento. E já vamos para o segundo.

Idosas pedindo esmola no caminho para estátua do Padre Cícero

Faz parte também da cultura. Quem visita a cidade há décadas, já pode ter certeza que vai se deparar com essa cena, ao se aproximar da estátua, ponto turístico principal da cidade. Essas pessoas tem que receber um salário fixo, vale-transporte, férias e décimo terceiro, da prefeitura. Faz parte também da cultura local e precisas ser tombado pelo município.

Os barzinhos em volta da Colina do Horto tocando Amado Batista e outras músicas bregas dos anos 70

Esses barzinhos tem de ser tombados também. Nada como você rezar aos pés da estátua ouvindo aquelas músicas que nos remetem a um passado glorioso de amores impossíveis, paixões avassaladoras e muito chifre. Faz parte do patrimônio cultural da cidade e precisa urgentemente ser tombado.

As feiras e mercados

O Mercado do Pirajá, Mercado Senhora Santana, Mercado Central e similares, não devem ser reformados ou reconstruídos. Devem ser tombados, no bom sentido. Também faz parte da memória afetiva da população e deveria já estar tombado, para que os visitantes pudessem ter a impressão, ao adentrar nesses mercados, de ter voltado no tempo, pra suas épocas de adolescência ou infância.

Fica a minha dica para as autoridades de Juazeiro do Norte.

Ressalto aqui mais uma vez que esse é um texto meramente para entretenimento. Não leve a sério nada do que escrevi. Se gostou, deixe seu comentário, compartilhe com seus amigos e volte sempre!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of