O dia em que eu encontrei Seu Lunga

Esse era o comércio de Seu Lunga, onde vendia de tudo. Produtos novos e usados.

Para quem não conhece, “Seu Lunga” como era conhecido Joaquim dos Santos Rodrigues (Caririaçu, 18 de agosto de 1927 – Barbalha, 22 de novembro de 2014), era um comerciante muito conhecido da cidade de Juazeiro do Norte. Sua popularidade ultrapassou as fronteiras caririenses e até nordestinas devido a lenda de que o mesmo tinha respostas, digamos, não muito carinhosas para perguntas sem sentido.

A fama de “ignorante” lhe rendeu protagonismo tão grande na cidade e na região, que há um projeto de lei na cidade de Juazeiro do Norte, para que se faça um busto com a sua imagem.

Leia mais curiosidades no blog

De fato, Se Lunga trouxe muita atenção para a cidade. Diversos canais de televisão entrevistaram ele e exibiram em rede nacional.

Certa vez perguntaram para ele se ele se achava um ignorante. Ele disse: “Eu sei lê, escrever, conversar, sou comerciante. Não acho que tais qualidades se encaixem nesse termo”. Ele estava certo. Mas a fama de ignorante dele era no sentido de ser “bruto”. Dar respostas ríspidas e diretas para perguntas sem cabimento. Seu Lunga não tinha paciência para esse tipo de pergunta. E assim, pegou a fama do homem mais ignorante do Brasil.

Em viagem, comprei esse cordel num aeroporto.

Há muitas histórias, anedotas, gibis e cordéis sobre Seu Lunga.

Eu tive o prazer de conhecer essa figura ilustre. Tirei foto com ele e foi um momento muito curioso e interessante. Ainda mais que pouco tempo depois não teria mais essa oportunidade, já que ele faleceu em 2014.

Deixo aqui meu carinho por essa pessoa, que se mostrou lúcida até o fim, conforme dá para perceber em suas últimas entrevistas.

E você, tem alguma história sobre Seu Lunga? Gostou da história? Deixe seu comentário. Compartilhe com seu amigos!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of