7 dicas para lidar melhor com o final de um relacionamento (Vídeo)

Como lidar com o fim de um relacionamento?

Felizmente eu nunca passei por isso. Mas tenho familiares próximos que já passaram. Por maiores que sejam os cuidados que temos ao administrar um relacionamento, nenhum de nós está imune a passar por isso. Embora, na minha humilde opinião, exista sim maneiras de evitar que um relacionamento chegue a esse ponto, vamos focar aqui na situação de pessoas em que sabe-se que houve uma ruptura definitiva e não há mais volta. Geralmente um dos cônjuges já ingressou num novo relacionamento. Mas, então, como lidar com o final de um relacionamento? 

Assista ao vídeo no final deste artigo.

Quer ver mais matérias relacionadas? Clique aqui.

Porque o divórcio afeta tanto as pessoas?

O divórcio pode causar síndrome do pânico, estresse pós traumático (os mesmos sintomas de militares que estão na guerra), insônia, emagrecimento excessivo e até câncer de mama.

De acordo com dados divulgados pelo jornal inglês Daily Mail afirma que pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, estudaram pessoas ao longo de 15 anos e neste mês revelaram os resultados: aqueles que se divorciaram (e as mulheres não estão sozinhas!) tiveram um declínio de sua saúde mais rápido do que os que permaneceram casados.

Outras pesquisas descobriram que, enquanto os homens sofrem mais problemas de saúde a longo prazo após o divórcio se não se casarem novamente, as mulheres tendem a sofrer mais seriamente a curto prazo por causa da súbita perda de status, apoio financeiro e da rede de segurança emocional, fornecida pelo casamento.

E não se engane, algumas pessoas podem sofrer da chamada síndrome de estresse do divórcio ¿ uma condição pouco reconhecida, mas muito difundida, que pode seguir a separação conjugal. Em um livro lançado recentemente, o professor e médico David Pastrana afirmou que o recém-divorciado passa pelas mesmas etapas de reajuste emocional como aqueles que enfrentam o luto, ou seja, negação, raiva, depressão e aceitação. Segundo o especialista, é vital para as mulheres aceitar que podem sim passar por uma fase difícil de transição, e buscar ajuda e apoio.

“O divórcio pode nos afetar emocionalmente, mentalmente e fisicamente, além de minar as nossas expectativas. É como lamentar a morte de um ente querido, assim que se depara com a tristeza da separação. Reconhecer esses sentimentos e aceitar que é preciso passar por um processo de cura e transição é um bom começo. Uma vez que você os entendeu, está no caminho para superá-los”, afirma a terapeuta de família Charlotte Friedman.

Assista abaixo o vídeo de uma psicóloga falando sobre esse tema tão delicado e dando 7 dicas que vão te ajudar a passar por essa situação.

Psicóloga dá ótimas dicas de como superar a primeira e mais dolorosa fase do final de um relacionamento.
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x